Seu computador está protegido contra vírus e golpes, sua senha é secreta e infalível. Você nunca jogou FIFA 12. Você é um usuário legítimo da Xbox Live. Mas ainda assim não está livre dos golpes que vêm acontecendo desde o final de 2011, como relata um leitor do Kotaku Brasil.

No texto a seguir, um leitor do Kotaku Brasil que pediu anonimato conta como foi vítima do golpe que vem circulando na Xbox Live há alguns meses. O relato é semelhante ao que já ouvimos por aí, e se repete em testemunhos de outros usuários nos fóruns do site oficial do Xbox (casos 1, 2, 3 e 4): estranhos invadem contas da Xbox Live e roubam Microsoft Points para comprar conteúdos relacionados a FIFA 12; a conta fica bloqueada enquanto a Microsoft investiga o caso depois que a vítima aciona o suporte. Em alguns casos, a conta pode voltar à ativa depois de 1 mês ou mais. A Microsoft afirma que é um golpe de phishing, e não se trata de invasão. Segundo a empresa, não houve quebra de segurança na Xbox Live.

___________

ATUALIZADO – Horas depois da publicação deste texto, recebemos novidades do nosso leitor: “Menos de 24 horas após ter sido vítima daquele baita problema, minha conta foi restaurada, meus MS Points foram ressarcidos e como compensação pelos transtornos recebi 180 MS Points adicionais e 1 mês de assinatura Gold. Definitivamente, todos erram. E talvez o diferencial seja aquilo que você faz com o erro. Assim, a julgar apenas pelo serviço norte-americano, posso dizer que sou um cliente satisfeito. A Microsoft agiu rapidamente e devolveu tudo que era meu por direito sem impor qualquer tipo de barreira. Mas a dúvida sobre como ocorrem estas violações continua pairando no ar.”

___________

Sou leitor do Kotaku e acompanhei, nos últimos meses, uma série de artigos que tratavam da violação da rede da Microsoft, inclusive aquela referente a uma “embaixadora” da Xbox Live.

Pois bem. Eu sempre achei que isso era coisa “dos outros”. Meu PC é limpo, Windows original e atualizado, antivírus original e atualizado, uso exclusivo meu e de mais ninguém. Nenhum pendrive entra no meu computador, nem que seja “só a cabecinha” (com o perdão do trocadilho). Minha senha? Forte como um touro: 11 caracteres, dos quais 5 são letras e 6 são números. Dentre as letras, 2 são minúsculas e 3 são maiúsculas.

E o que aconteceu hoje, 25 de janeiro, por volta das 22h? Meu saldo de Microsoft Points zerou. Mais de 3 mil pontos foram gastos, segundo o site billing.microsoft.com, em um produto chamado “Premium Gold Jumbo”, que eu sequer sabia existir até entrar em contato com a Microsoft para resolver a questão.

Mas o invasor, este filho da mãe, não é malvado. Ele fez questão de deixar em minha conta registros de FIFA 12 (?!), jogo que nunca vi, nem comi, eu só ouço falar. E mais: liberou 3 conquistas! É um bandidinho generoso, não?

Portal da Xbox Live na internet é visto como possível brecha para o golpe das gamertags

Entrei em contato com a Microsoft norte-americana via Skype (minha conta ainda é por aquelas bandas, graças a familiares que residem nos EUA) e abri uma solicitação no suporte deles. O atendente, educadíssimo, me explicou tudo: o tal “Premium Gold Jumbo” é conteúdo extra para FIFA 12 que pode depois ser vendido e revendido por moeda real, gerando um sistema de “farming” (cujo tamanho… sabe-se-lá ).

No primeiro atendimento que tive (via Skype), fui informado de que o prazo para investigação e solução do problema seria de 4 a 7 dias úteis. Contudo, hoje pela manhã fui informado, via chat de atendimento, que o prazo é de 25 dias. Também fui informado de que posso ligar lá pra eles a qualquer momento para me passarem informações atualizadas das investigações que estão fazendo. Até que tudo esteja resolvido, estou temporariamente impedido de acessar a Live.

Foi a primeira vez que algo relacionado aos games me deixou triste. É sério. É um sentimento estranho você ver que aquele perfil que você cuida, aqueles pontos que você junta para comprar aquele jogo que você está esperando entrar em promoção, aquelas conquistas cuidadosamente desbloqueadas foram todos violados. É estranho.

Eu não sei onde está a brecha: se na Microsoft, se na EA ou se nos usuários. O problema persiste e eu fui a vítima da vez. Está na hora de a Microsoft tomar uma posição referente ao assunto. E passa da hora de os compradores do mercado cinza criarem vergonha na cara. Espero que meu relato ajude nas investigações e estudos que vocês têm feito sobre o assunto.

_______________

Se você tiver algum problema parecido na Xbox Live americana, entre em contato o mais rápido possível com o atendimento ao consumidor do PayPal para suspender as cobranças e, logo depois, fale com a Microsoft para restaurar a sua conta da Live. No Brasil, a Microsoft atende pelo telefone 0800-891-9835.