É impressão minha ou esse cara tatou a capa daquele CD do Manowar? Ah, não, é só um Kratos, de God of War, fazendo o que ele sabe fazer de melhor: parecer que ele está preso em um eterno dia de fúria. A vida dele é como se Duro de Matar se misturasse com Feitiço no Tempo, aquele filme do Bill Murray. Triste pra caramba.

Este não é o melhor exemplo de tatuagem bem feita que já vimos por aqui, mas certamente é o mais bem intencionado. Veja bem: o tatuado anônimo encontrado no site TattooArtists.org passou por longas horas de tortura voluntária para cravar um momento de intensa animosidade na vida do protagonista de God of War. Esta é uma paixão verdadeira. Fundada em dor, sofrimento e ódio de proporções gregas, mas realmente verdadeira.

Ou talvez seja só uma capa do Pantera? Tem cara de ser do Pantera.

>> Kratos de God of War na pele para a eternidade [Tattoo Artists, em inglês]