Dubset com Zelda. Como pode uma combinação nefasta como essa existir? Como pode um Deus todo-poderoso permitir esse tipo tragédia? Bem, não sejamos dramáticos, porque Skrillex Quest, uma mistureba bizarra entre os personagens de Zelda com muito woble-woble e glitches sinistros, é um jogo bem mais divertido do que soa.

Logo no início da aventura em Flash, Skrillex Quest dá uma pontada no fato de que o dubstep parece ter invadido todo os jogos AAA contemporâneos, e de quebra ainda lembra de um tempo em que era preciso soprar antes de jogar: uma partícula de poeira entrou em no cartucho dourado do game, o que causou glitches bizarros e um trilha interminável de músicas e efeitos sonoros do Skrillex.

A princípio isso soa como o pior game do mundo, mas assim que começa a jogar, você percebe que Skrillex Quest é um ótimo (e rápido) jogo de aventura com itens para serem coletados e muitos calabouços para serem explorados. Surpresa: arrebentar pixels ao som de dubstep é realmente divertido!

O clímax certamente ocorre no final, quando o seu herói tridimensional deve salvar a princesa e derrotar o vilão ultra-pixelado com óculos de aro grosso e cabelo para o lado. Sim, o chefão final é ninguém menos que uma versão com muitos glitches do Skrillex.

Skrillex Quest foi criado por Jason Oda e pode ser jogado diretamente do seu browser clicando aqui. Vale a pena chegar no final, principalmente para descobrir quem é o verdadeiro herói e salvador do mundo dos games (lembre-se que tudo foi causado por um pouco de pó em um cartucho), nem que você tenha que passar o jogo inteiro com o seu computador no mudo.