Desde 2010 a Microsoft vem trabalhando em um sistema de monitores para jogos tão pequeno a ponto de dispensar a necessidade de uma televisão ou de um console portátil, segundo uma patente descoberta recentemente. Você poderia ver seus jogos em um par de óculos, ou em um capacete feio.

Segundo a patente, a empresa vê duas vertentes para essa tecnologia. Os óculos são uma alternativa para consumo de entretenimento em geral, enquanto o capacete, sendo o mais pesado dos dois (ele junta o visor com uma peça para se usar na cabeça), poderia ser usado para games ou usos mais práticos, como aviação.

E como esses óculos funcionam? A patente da Microsoft, descoberta pelo site Patent Bolt, descreve um sistema que resolve a questão do olho humano não conseguir manter o foco em objetos que estejam perto demais: as lentes distorceriam as imagens para que elas parecessem estar a 53 centímetros de distância.

Os óculos, então, ajustariam a transparência das lentes dependendo das preferências do usuário ou necessidades do jogo. Então você poderia escurecer o visor todo para esconder o ambiente e prestar atenção só na ação, ou usar o acessório como um dispositivo de realidade aumentada para colocar uma interface no mundo real.

Parece loucura, mas o futuro sempre parece loucura.

É importante lembrar dos avisos tradicionais sobre patentes: não é porque uma empresa está pesquisando uma tecnologia que ela vai lançá-la no mercado. Mas só de pensar em jogar Halo com um negócio desses na cara já começo a passar mal.

>> A Microsoft e o futuro [Patent Bolt, em inglês]